Epidemia de cólera impera em 20 províncias da RD Congo, alerta ONU

Kinshasa, RD Congo (PANA) - A epidemia de cólera afeta atualmente 20 das 26 províncias da República Democrática do Congo (RDC) com riscos de agravação com a chegada iminente da estação das chuvas, alertou quarta-feira a coordenadora do Grupo de Comunicação das Nações Unidas., Florence Marshal.

Durante um briefing semanal das Nações Unidas com a imprensa, Marshall declarou que várias grandes cidades, como Bandundu-ville (Centro), Bukavu e Goma (leste), Manono, Malemba-Nkulu, Minova, Mokala, Kimpesa, Uvira (leste) bem como algumas zonas de saúde de Kinshasa, estão afetadas por esta epidemia com o risco de propagação para a região do Grande-Kasai (centro-sul da RD Congo) onde as condições sanitárias e de segurança já degradadas aumentam ainda a vulnerabilidade das populações.

A 11 de setembro de 2017, as autoridades da RD Congo registaram um total cumulado de 26 mil e 120 casos suspeitos e 547 mortos, sendo a taxa de mortalidade de 2,09 porcento, o que, a seu ver, representa uma subida dos casos de 28 porcento em relação ao mesmo período em 2016.

Face a esta situação cada vez mais preocupante, o Ministério congolês da Saúde Pública redefiniu, no início de agosto último, o quadro de luta contra esta doença diarreica epidémica com a implementação dum programa de eliminação da cólera e de controlo de outras doenças diarreicas.

Nesta luta, o ministério congolês da Saúde Pública beneficia da parceria de dois atores das Nações Unidas, designadamente a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).

Além do papel de conselheiro, a OMS acaba de conceder 400 mil dólares americanos para o desdobramento de equipas técnicas nas zonas prioritárias, prevendo também a disponibilização de produtos famacêuticos.

O UNICEF intervém no domínio da água, do saneamento e do higiene, nomeadamente  instalando pontos de cloração e de lavagem das mãos.

-0- PANA KON/BEH/IBA/SOC/MAR/DD 14set2017

14 Setembro 2017 11:02:28


xhtml CSS