Empresa luxemburguesa reabilita praias degradadas em Cabo Verde

Praia, Cabo Verde (PANA) - A empresa luxemburguesa Jan De Nul Group, especializada em dragagem civil e empreiteiro ambiental, vai reabilitar as praias cabo-verdianas degradadas pela ação humana, com realce para  a apanha de areia e abastecimento de inertes para a construção civil, apurou a PANA, quarta-feira.

Este assunto foi analisado no num encontro que o primeiro-ministro cabo-verdiano, José Maria Neves , manteve semana passada, em Luxemburgo, com os responsáveis da empresa e em que foi analisada a possibilidade de estabelecimento de uma parceria entre os dois países para o financiamento por parte de Grão Ducado.

Trata-se de um projeto que remonta ao ano de 2010, durante um encontro entre José Maria Neves e o antigo primeiro-ministro luxemburguês, Jean Claude Junker, e que pode agora ser concretizado.

O projeto prevê a recuperação "de todas as praias, o transporte de areia de Marrocos e da Mauritânia para Cabo Verde, parte para a construção civil, parte para a reabilitação das praias".

A ilha de Santiago, a maior e a mais populosa do arquipélago, é a mais afetada pela apanha desenfreada da areia, o que tem conduzido não só à crescente degradação das praias de mar, como também à infiltração da água  do mar em terrenos agrícolas limítrofes da orla marítima.

A Jan De Nul Group é uma das maiores empresas mundiais nas áreas da dragagem e atividades de construção naval, bem como em serviços especializados para a indústria offshore de petróleo, gás e energia renovável.

-0- PANA CS/IZ 18 fev2016

18 Fevereiro 2016 11:14:44


xhtml CSS