Empresa israelita lança projecto agro-pecuário em Angola

Luanda- Angola (PANA) -- A empresa agrícola israelita LR lançou esta semana no município do Waku Kungo, na província central angolana do Kwanza-Sul, um projecto agro-pecuário para dentro de dois anos produzir anualmente 280 toneladas de carne de vaca, 42 de cereais, 22  milhões de ovos e 630 toneladas de hortícolas.
Enquadrado no programa "Aldeia Nova", o projecto que deve arrancar dentro de dois anos é o primeiro de três empreendimentos em que estão também envolvidos os governos angolano, uruguaio e brasileiro, e que deverão ser desenvolvidos na bacia leiteira do Waku Kungu.
O programa de exploração da bacia leiteira do Waku Kungu foi aprovado pelo Conselho de Ministros angolano em Outubro último como experiência piloto na luta contra a pobreza.
O objectivo deste primeiro projecto orçado em 70 milhões de dólares  americanos consiste na fixação da população nas áreas periféricas do  município, combinando o povoamento com a produção agrícola e  industrial e comércio, além de criar 800 postos de trabalho  directos e 2000 postos indirectos.
O mesmo vai enquadrar 600 a 750 novos empresários agrícolas, construir 10 a 12 indústrias de apoio que assegurarão a  conservação e a transformação de todos os produtos das  pequenas fazendas nascentes, e permitir um rápido  desenvolvimento agrícola e económico.
  Segundo o ministro das Obras Públicas, Higino Carneiro, que presidiu ao acto de lançamento, o programa terá como grupo alvo ex-militares, deslocados de guerra e outros cidadãos residentes, interessados por desenvolver pequenas empresas agrícolas.
   Os governos uruguaio e brasileiro já mostraram a sua disponibilidade de conjuntamente com o angolano desenvolverem os segundo e terceiro projectos na mesma região, sempre com o objectivo de combater a fome.

06 Dezembro 2003 19:24:00


xhtml CSS