Empresa de exploração de ouro despede 300 trabalhadores na Mauritânia

Nouakchott, Mauritânia (PANA) - Um total de 300 trabalhadores dos escritórios de Nouakchott (Mauritânia) e de Las palmas (ilhas Canarias) da Tasiast serão em breve licenciados, anunciou  a empresa que explora a segunda maior mina de ouro do mundo, sita a 300 quilómetros a norte da capital mauritana.

As supressões de empregos anunciadas são a consequência de uma grande depreciação do preço do ouro, que passou de mil 675 dólares americanos em janeiro para mil 300 dólares em setembro último.

Filial da empresa canadiana Kinross, a Tasiast Limited conserva 3 mil empregados na Mauritânia.

-0- PANA SAS/AAS/CJB/TON   11out2013

12 Outubro 2013 09:36:57


xhtml CSS