Empresa chinesa vai instalar câmaras de vídeo-vigilância em Cabo Verde

Praia, Cabo Verde (PANA) - O Governo de Cabo Verde e a empresa multinacional chinesa de equipamentos para redes e telecomunicações,  Huawei Technologies, assinaram quarta-feira, em Beijing, um acordo de cooperação para colocar câmaras de vídeo-vigilância nos principais centros urbanos do arquipélago, apurou a PANA de fonte oficial.

O projeto, denominado “Cidades Seguras”, está orçado em cerca de 20 milhões de dólares americanos e o Governo cabo-verdiano conta com o apoio da China para a sua implantação.

Segundo o ministro da Administração Interna, Paulo Rocha, que assinou o acordo com a empresa chinesa, este projeto visa dotar Cabo Verde de um sistema moderno de gestão da segurança urbana, devendo a instalação das câmaras  ser feita em 2017.

Paulo Rocha explicou que este projeto, para além de um sistema de colocação de câmaras de vídeo-vigilância nos principais centros urbanos do país, inclui ainda um centro de comunicação de comando e um centro de controlo para todas as entidades que operam na área de segurança, nomedamente a Polícia Nacional e Polícia Municipal.

O governante considera que este acordo é de importância capital para um problema (o aumento da criminalidade), que é também importante e de resolução prioritária em Cabo Verde.

“Demos aqui um grande passo. Esperamos conseguir arrancar, em termos operacionais, o mais breve possível”, disse o governante.

O ministro da Administração Interna disse esperar, com a implementação do projeto “Cidades Seguras”, uma redução efetiva dos níveis da criminalidade nos principais centros urbanos o arquipélago.

Trata-se, designadamente, das  Cidade da Praia e do Mindelo, e das cidades do Sal e da Boa Vista numa perspetiva de também garantir um turismo seguro nesses centros turísticos.

-0- PANA CS/IZ 13out2016



13 Outubro 2016 14:10:42


xhtml CSS