Empregados da rádiotelevisão do Burundi retomam trabalho

Bujumbura- Burundi (PANA) -- Os 380 empregados da Rádiotelevisão Nacional do Burundi (RTNB) retomaram os seus trabalhos, no fim-de- semana, após três dias duma greve inédita que terminou sem a solução imediata para as suas reivindicações salariais.
O director da RTNB, Amrani Barutwanayo, reconheceu a legitimidade das reivindicações dos seus empregados, mas deplorou a sua forma "brutal".
O novo chefe da RTNB lamentou o facto de não ter tido tempo suficiente para se informar dos problemas da empresa a fim de melhor compreendê-los e discutir em conhecimento de causa as soluções que se impõem.
Por seu turno, o ministro da Comunicação, Karenga Ramadhan, pediu que o diálogo comece precisamente a nível dos órgãos de direcção.
Rejeitou as acusações segundo as quais nunca teria querido receber os representantes dos trabalhadores para discutir problemas específicos da RTNB.
O ministro preveniu que uma empresa como a RTNB deve pensar em gerar os seus próprios rendimentos através da venda das emissões e da publicidade para melhorar as condições de vida dos trabalhadores, em vez de esperar tudo do Estado providência.
Os trabalhadores puseram termo ao seu movimento de paralisação improdutiva sem emitir uma nova ordem de greve se as reivindicações salariais permanecerem muito tempo sem solução.
Os grevistas deram-se um prazo de observação dum mês no termo do qual poderão cessar novamente o trabalho se as reivindicações não forem satisfeitas.

30 Outubro 2006 14:53:00


xhtml CSS