Embaixadores africanos apoiam iniciativas da Nigéria relativas à Côte d'Ivoire

Addis-Abeba, Etiópia (PANA) – Os esforços da Nigéria para obter o fogo verde da comunidade internacional para o uso da "força legítima" contra o Presidente ivoiriense cessante Laurent Gbagbo dominaram debates durante as reuniões preparatórias da cimeira dos chefes de Estado da União Africana (UA), prevista para  31 de janeiro na capital etíope, Addis Abeba.

A Nigéria, membro do Conselho de Paz e Segurança da UA (CPS) e presidente em exercício da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), não apresentou formalmente a  sua proposta para um mandato que autoriza o uso da força na Côte d'Ivoire.

No entanto,  os embaixadores presentes na reunião do Comité dos Representantes Permanentes (CRP) consideram que a questão é urgente e necessita duma solução.

"A questão é muito urgente. Quanto mais cedo o caso for resolvido, melhor será. Todo o país está paralisado", lamentou o embaixador do Uganda na UA, Sebujja Katende.

Um diplomata nigeriano não confirmou nem desmentiu as informações segundo as quais a CEDEAO apresentou um pedido oficial ao Conselho de Segurança (CS) da Organização das Nações Unidas (ONU)  para o uso da força na Côte d'Ivoire.

Uma delegação da CEDEAO é esperada em Nova Iorque, nos Estados Unidos, quinta-feira próxima, para pedir uma resolução do CS da ONU que autorize o bloco regional a usar da força para tirar do poder o Presidente cessante Laurent Gbagbo, que reveindica a vitória da presidencial de 28 de novembro passado ao mesmo título que o candidato da oposição, Alassane Ouattara, reconhecido como o Presidente eleito pela quase a totalidade da comunidade internacional.

Os 15 membros do Conselho de Paz e Segurança da UA deverão organizar uma reunião quinta-feira em Addis Abeba para analisar opções disponíveis relativas à Côte d'Ivoire, onde o Presidente cessante Laurent Gbagbo se recusa a ceder o poder ao seu reival Alassane Ouattara, apesar das sanções diplomáticas e económicas da comunidade internacional.

A reunião do Conselho de Paz e Segurança da UA será presidida pelo Presidente mauritano Mohammed Ould Abdel Aziz.

-0- PANA AO/SEG/NFB/TBM/IBA/CJB/DD   25jan2011

25 Janeiro 2011 20:26:42




xhtml CSS