Eleição presidencial domina imprensa mauritaniana

Nouakchott- Mauritânia (PANA) -- Os jornais mauritanios desta semana consagraram o essencial das suas colunas ao escrutínio presidencial de sete de Novembro vencido pelo presidente cessante Maaouya Ould Sid'Ahmed Taya.
O Semanário "Le Calame" publica uma entrevista do candidato derrotado Ahmed Ould Daddah que afirma que "os grandes vencedores foram a fraude e a anormalidade e os vencidos foram a Mauritânia e a Democracia".
O jornal entrevistou igualmente Mohamed Ould Maouloud, presidente da União das Forças de Progresso (UFP), um partido membro da Coligação que apoiou a candidatura de Mohamed Khouna Ould Haidallah.
Este fala "duma oportunidade perdida para enraizar a democracia e a estabilidade política do país".
Por seu lado, "la Tribune" interroga-se "se uma página foi virada" reportando-se a uma "perseguição contra o candidato Mohamed Khouna Ould Haidallah" que se iniciou alguns dias antes da votação.

13 Novembro 2003 21:33:00


xhtml CSS