ENI eleva para mil megawatts a sua produção elétrica no Congo

Brazzaville, Congo (PANA) – O embaixador da Itália no Congo, Andrea Mazella, anunciou que a empresa petrolífera italiana ENI aumentará para mil megawatts a sua produção elétrica no Congo, noticiou esta quinta-feira a imprensa local.

« O Congo e a Itália reforçaram a sua parceria no setor da energia onde a segunda está a trabalhar  para elevar a sua produção nacional ao limiar de mil megawatts », declarou o diplomata italiano durante uma cerimónia comemorativa do 72º aniversário do seu país,

Afirmou que esta colaboração entre as duas partes, que remonta à independência congolesa, inspirou vários parceiros noutros domínios, nomeadamente o setor de infraestruturas onde várias centenas de milhões de euros de contrato foram assinados para modernizar o Caminho-de-Ferro-Oceano (CFCO), construído sob a supervisão dos nossos amigos Franceses.

Lamentou que o CFCO "esteja hoje destruído pelos ataques dos milicianos Ninjas,como  consequência duma guerra civil que pôs à dura prova este povo amigo".

A propósito da crise económica, que afeta vários países, dos quais o seu e o Congo, Andea Mazzella defendeu a preservação dos princípios e dos valores nos quais se baseia o pacto social consagrado pelas respetivas instituições, nomeadamente "o respeito pelos direitos fundamentais e o compromisso da República de eliminar os limites à liberdade e igualdade dos cidadãos".

-0- PANA MB/JSG/FK/DD 7junho2018

07 Junho 2018 12:22:00


xhtml CSS