Dois supostos membros de al-Shabab condenados à morte na Somália

Mogadíscio, Somália (PANA) – O Tribunal de Primeira Instância das Forças Armadas Somalís condenou, terça-feira, à pena capital, duas pessoas acusadas do assassinato, a 2 de novembro de 2016, dum chefe de tribo conhecido sob o nome  de “ Sultão Heiloli Hussein”, que foi um dos delegados encarregados de escolher os deputados da 10ª legislatura do Parlamento Federal somalí.

O Tribunal acusou os dois condenados, Hassan Ali Keiro (de 23 anos) e Abderrahmane Issa Fido (de 20 anos ), de serem membros do movimento al-Shabab, nomeadamente da secção de execução dos assassinatos.

Segundo a imprensa de terça-feira, os dois acusados teriam reconhecido, durante a sua audição pelo juiz, as acusações proferidas contra eles sobre o assassinato do xeque à sua saída duma mesquita.

Depois de ouvir  várias testemunhas, o procurador-geral e o advogado de defesa, o Tribunal condenou os dois acusados  à morte concedendo-lhes ao mesmo tempo a possibilidade de interpor recurso.

-0- PANA AD/IN/IS/IBA/FK/IZ 23ago2017

23 Agosto 2017 21:53:14




xhtml CSS