Dois casos de febre do vírus Lassa registados no norte do Togo

Lomé, Togo (PANA) – Dois casos de febre do vírus de Lassa foram identificados em Mango, na prefeitura de  Oti, a quase 592 quilómetros a norte de Lomé, a capital togolesa, indica um comunicado do ministro togolês da Saúde e Proteção Social, Mustafa Mijiyawa.

Estes dois casos notificados de 7 a 11 de março corrente, após a confirmação, na sequência de amostras enviadas aos laboratórios de Nogoushi, em Accra (Gana) e ao Centro Nacional de Referência de Hamburgo (Alemanha), ameaçam a zona onde já se regista uma epidemia de meningite.

O governante togolês  convidou, entretanto, as populações a não entrar em pânico,  mas a aplicar as regras de higiene no caso desta febre.

A febre do vírus de Lassa, que se manifesta no homem por uma febre, dores de cabeça e de garganta, tosse, náuseas, vómitos, diarreia, dores musculares e toráxicas bem como hemorragias, é uma doença aguda, viral, transmitida ao homem por  ratos cujas urinas ou excrementos  contaminam alimentos ou artigos domésticos.

O vírus pode também transmitir-se do homem para homem por contacto direto com o sangue, com a urina, com os excrementos, com os vómitos e com outras secreções biológicas  duma pessoa  doente, lembre-se.

Trata-se dos primeiros casos de febre do vírus de Lassa registados no Togo.

-0- PANA FAA/JSG/FK/IZ 15março2016

15 Março 2016 13:29:06


xhtml CSS