Djibuti deseja reeleição de Abdou Diouf à frente da OIF

Paris- França (PANA) -- O embaixador do Djibuti em França Rachad Farah manifestou, quinta-feira em Paris, "o opoio total" do seu país ao secretário-geral cessante da Organização Internacional da Francofonia (OIF), o senegalês Abdou Diouf, desejando a sua reeleição durante a cimeira da instituição prevista para 28 a 29 de Setembro próximo em Bucarest, na Roménia.
"O presidente Diouf cumpriu à frente da OIF com um trabalho que merece admiração e respeito.
Desejamos que se candidate e seja eleito durante a cimeira de Bucarest", disse à PANA Farah.
"(Diouf) Manifestou uma solidariedade activa e mesmo militante da Francofonia, ao deslocar-se ao Djibuti em Maio passado.
Desejamos que as perspectivas definidas entre a OIF e o Djibuti continuem sob a sua direcção esclarecida", acrescentou o diplomata djibutiano, assegurando que diversos outros países apoiam a reeleição do secretário-geral cessante da OIF.
A França confirmou, terça-feira, o seu apoio ao antigo chefe do Estado senegalês, estimando que "a OIF levou a cabo sob a sua autoridade uma acção política mais afirmada", de acordo com a vice-ministra francesa da Cooperação e Francofonia, Brigitte Girardin, que falava durante o encontro anual dos quadros do seu pelouro.
"O ano 2006 é também (.
.
.
) o ano duma OIF renovada e bem determinda, sob a autoridade do seu secretário-geral, presidente Abdou Diouf, a levar a cabo uma acção política mais confirmada na arena internacional", disse Girardin.
A governante francesa desejou que o seu pais e a OIF prossigam com as suas acções conjuntas para "formar em francês os funcionários europeus e reforçar o ensino bilingue francófono".
Abdiou Diouf, 71 anos de idade, foi eleito secretário-geral da OIF durante a II Cimeira da Francofonia realizada em Outubro de 2002 em Beirute, no Líbano.
Durante o seu primeiro mandato, Diouf empreendeu uma profunda reforma da instituição francófona marcada pela adopção, em Novembro de 2005 em Tananarive, em Madagáscar, duma nova Carta que consagra a supressão da Agencia Inter-Governamental da Francofonia (AIF), fazendo do secretário-geral o único patrão da Francofonia.

20 Julho 2006 18:22:00




xhtml CSS