Diretor de estação de rádio privada libertado sob fiança no Burundi

Bujumbura, Burundi (PANA) - O diretor da Rádio Pública Africaine (RPA, privada), Bob Rugurika, foi libertado quinta-feira após 28 dias de detenção preventiva no quadro dum caso do triplo assassinato de missionárias italianas em setembro passado num convento em Bujumbura, a capital burundesa.

Bob Rugurika foi detido ter entrevistado uma suposta testemunha do assassinato das missionárias italianas, que acusou responsáveis da Polícia e dos Serviços de Inteligência pelo crime.

Ele foi libertado após pagamento duma caução de 15 milhões de francos burundeses (cerca de 9 mil dólares americanos).

O famoso jornalista de investigação deve apresentar-se perante o juiz de instrução todas as primeiras segundas-feiras e não deve deixar o país antes do encerramento do processo.

À sua saída da prisão de Muramvya, no centro de Burundi, ele foi acolhido por populares até a sua estação de rádio em Bujumbura, onde ele exprimiu a sua alegria agradeceu pelos apoios  internos e externos durante os tempos difíceis de detenção.

No caso da morte das religiosas italianas resta saber o destino do único réu conhecido que foi apresentado pela Polícia como "doente  mental".

-0-  PANA FB/DIM/TON 19fevereiro2015

19 فبراير 2015 16:50:48




xhtml CSS