Diplomata condiciona desenvolvimento agrícola na Nigéria à adoção de tecnologias modernas

Lagos, Nigéria (PANA) - A Nigéria deve adotar tecnologias testadas e experimentadas nos grandes países deste mundo se ela aspira a transformar a sua agricultura  e alcançar uma segurança alimentar sustentável.

Estas declarações foram feitas segunda-feira última pelo embaixador nigeriano nos Estados Unidos, Ade de Adefuye, quando se pronunciava por ocasião do Dia Mundial da Alimentação, celebrada no a 16 outubro.

Para o diplomata nigeriano, a segurança alimentar é essencial para colocar a Nigéria entre as nações desenvolvidas nestes últimos  anos .

Ele insistiu na necessidade, para o Presidente nigeriano, Goodluck Jonathan , de assinar um  projeto de lei sobre a bio-segurança a fim de confirmar a seriedade do seu programa de reforma agrária.

Adefuye indicou que o seu país tem muito a aprender com os Estdos Unidos, no domínio da realização da segurança alimentar com a utilização da biotecnologia.

Ele convidou a Nigéria a adotar a biotecnologia par incrementar o seu rendimento agrícola, em particular face à amplitude da desertificação e da seca, causadas pela mudança climática.

O diplomata sublinhou, no quadro do plano da reforma agricola do Governo Federal da Nigéria, o Governo dos Estados Unidos aumentou o seu apoio à Nigéria nas áreas do finaciamento e do apoio institucional às agências governamentais visadas.

Ele acrescentou que os dois países reforçaram igualmente as suas relações no domínio da agricultura, com cada vez mais exploradores agrícolas americanos desejosos de investir na agricultura mecanizada na Nigéria.

-0- PANA SB/SEG/FJG/JSG/DIM/DD 17outubro2012

17 Outubro 2012 19:37:39


xhtml CSS