Desnutrição provoca prejuízos avultados à África Ocidental e Central

Brazzaville, Congo (PANA) - A desnutrição faz perder aos países da África Ocidental e Central, cada ano, sete biliões de francos CFA no mínimo (cerca de 14 milhões de dólares americanos), ou seja, dois a três porcento do seu Produto Interno Bruto (PIB), revelou o representante do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) no Congo, Aloys Kamuragye.

Segundo ele, os custos económicos devidos ao facto de que a desnutrição não é tomada em conta são enormes e, anualmente, os países da região da África Ocidental e Central perdem ao mínimo sete biliões de francos CFA.

Aloys Kamuragye falava na abertura quarta-feira, em Brazzaville, de um ateliê regional de formação de parlamentares sobre a desnutrição.

Este ateliê regional de três dias, que agrupou cerca de 30 parlamentares, permitiu aos participantes adquirir conhecimentos sobre a importância da desnutrição, as suas consequências sobre o desenvolvimento humano e económico dos países e o seu papel e responsabilidades na luta contra este flagelo através dos instrumentos da Assembleia Nacional.

Na África Ocidental e Central, anualmente dois milhões e 300 mil crianças de menos de cinco anos morrem e mais de um milhão dessas mortes devem-se à desnutrição quer sob forma aguda quer sob forma crónica, segundo o UNICEF.

-0- PANA MB/TBM/IBA/MAR/IZ 14nov2013  

14 november 2013 07:12:55




xhtml CSS