Desnutrição atinge campo de refugiados sudaneses na Etiópia

Addis Abeba- Etiópia (PANA) -- Cerca de 50 mil refugiados sudaneses residentes nos campos de Bonga e Fugnido, na região de Gambella (oeste da Etiópia), estão desnutridos, informou uma fonte segura.
Uma pesquisa nutricional realizado pelo Programa Alimentar Mundial (PAM), pelo Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (ACNUR) e pela Administração para as Questões dos Refugiados e dos Regressados (ARRA) indica que se regista uma desnutrição aguda mundial de mais de 20 por cento e uma desnutrição aguda severa de sete por cento numa parte do campo de Fugnido.
O relatório publicado terça-feira refere que uma combinação de fatores levou à esta grave situação, nomeadamente o abastecimento alimentar tardio devido a problemas de transporte, a insegurança dentro e fora do campo de Fugnido e a falta de serviços de saúde básica e de água potável.
Entretanto, o PAM anunciou estar a transportar urgentemente para os campos alimentos suplementares para as crianças menores de cinco anos, precisando que vai continuar este programa para as grávidas e enfermeiras.
A agência onusina está também a preparar reservas alimentares de três meses antes da próxima estação chuvosa.
O ACNUR está a fornecer água através des tanques até que os serviços básicos estejam completamente implementados.

21 Junho 2005 20:49:00




xhtml CSS