Deputados africanos chamados a lutar contra excisão

Dakar- Senegal (PANA) -- Parlamentares africanos apelaram segunda- feira em Dakar aos seus colegas do continente para actuar por forma a que sejam alocados suficientes recursos à execução dos planos de acção relativos ao abandono da excisão e votadas leis repressivas contra o fenómeno.
Numa declaração de Dakar, eles sublinharam que "a elaboração de orçamentos nacionais com base nas questões de género permite limitar a prática da excisão favorecendo assim a educação das raparigas, a alfabetização, o reforço das capacidades das mulheres e raparigas, assim como o acesso à saúde.
Os deputados estimam que estes fundos permitirão atingir objectivos claros na perspectiva da luta contra a excisão, sublinhando o seu engajamento em contribuir para a mobilização das populações com vista a uma mudança das mentalidades.
"Tendo em conta o seu estatuto social, os membros dos Parlamentos estão numa posição que lhes permite tratar questões sensíveis e ter impacto sobre a opinião e as mentalidades", indica a "Declaração de Dakar".
Esta documento foi adoptado no termo duma reunião de dois dias sob o lema "As violencias contra as mulheres e abandonos das mutilições sextuais femininas: o papel dos Parlamentos Nacionais".
O encontro foi organizado pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), pela União Parlamentar Africana (UPA) e pela União Interparlamentar (UIP).

06 Dezembro 2005 21:58:00


xhtml CSS