Delegação mauritana anti-golpe de Estado esperada na Líbia

Nouakchott- Mauritânia (PANA) -- Uma delegação de cinco personalidades da Frente Nacional para a Defesa da Democracia (FNDD), uma aliança oposta ao golpe de Estado de 6 Agosto de 2008 na Mauritânia, deslocar-se-á domingo a Tripoli, soube a PANA sábado de fontes próximas do referido movimento.
Esta viagem inscreve-se no quadro da mediação do líder líbio Muamar Kadafi, presidente em exercício da União Africana (UA), mandatado pelo Grupo de Contacto Internacional sobre a Mauritânia (GCIM) para abrir um diálogo nacional neste país.
Para imperativos desta mediação, o chefe da junta militar no poder na Mauritânia, o general Mohamed Ould Abdel Aziz, e o líder da oposição parlamentar sob o regime derrubado, Ahmed Ould Daddah, estiveram quarta-feira última em Tripoli no mesmo contexto.
O GCIM recomendou a abertura de um diálogo nacional sob a égide da UA a dim de encontrar uma solução consensual para a crise com respeito pelo quadro constitucional do país.
A junta militar, os adeptos do Presidente derrubado, Sidi Mohamed Ould Cheikh Abdallahi, e o campo do líder da oposição parlamentar representam as três partes em conflito nesta crise mauritana.
A 6 de Agosto de 2008, uma junta militar liderada pelo general Mohamed Ould Abdel Aziz derrubou o então chefe do Estado mauritano, Sidi Mohamed Ould Cheikh Abdallahi, eleito democraticamente a 19 de Abril de 2007.

28 Fevereiro 2009 19:30:00




xhtml CSS