Curso superior de engenharia rural e ambiental em Cabo-Verde

Praia- Cabo Verde (PANA) -- O Centro de Formação Agrária (CFA) do Instituto Nacional de Investigação e Desenvolvimento Agrário (INIDA)vai realizar este ano dois cursos superiores nos domínios de engenharia Rural e do Ambiente, soube-se este sábado na Praia de fonte segura.
Segundo disse a PANA o director do CFA, Carlos Monteiro, "os nossos cursos (com grau de licenciatura) são de reconhecido valor, isto é em concertação prévia com a Direcção-Geral do Ensino Superior e as universidades portuguesas".
Recordou que, em Fevereiro de ano passado, terminaram no CFA dois cursos de nível de bacharelato, nomeadamente o de agro-economia e desenvolvimento rural, e o de produção e protecção das culturas.
Graças à parceria do Instituto Superior da Agronomia (ISA) da Universidade Técnica de Lisboa (Portugal), beneficiaram destes cursos, além dos estudantes cabo-verdianos, os provenientes da Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe, Angola e Moçambique.
Carlos Monteiro sublinhou ainda que, em Novembro passado, foi concluído um estudo sobre as necessidades de formação do quadros do ministério do Ambiente, Agricultura e Pescas (MAAP), elaborado com o apoio da FAO (Fundo das Nações Unidas para a alimentação e a agricultura).
Recordou que o MAAP formou, ao longo dos anos, técnicos profissionais, auxiliares, médios e superiores.
"Os grandes ganhos resultantes dessas acções de formação estão patentes nas obras de conservação de solos, produção hortícola e na irrigação" feitas por ex-formandos do INIDA, regozijou-se o director do CFA.
Segundo ele, o CFA dispõe de condições para prestação de serviços a terceiros.
"Temos óptimas condições para formação diversa e podemos prestar serviços às instituições públicas e privadas que queiram utilizar o Centro para realização de cursos de curta e longa duração, suas reflexões, seminários, mesas-redondas e/ou ateliers", garantiu.
O corpo docente do Centro é, na sua maioria, consituido por investigadores do INIDA, com muitos anos de experiência.
"Até o momento, os cursos superiores ministrados pelo CFA têm sido realizados em colaboração com o ISA (Portugal)", realça o director do Centro, acrescentando que as formações superiores têm sido ministradas por, aproximadamente, 50 por cento de quadros nacionais, enquanto as formações médias e profissionais são leccionadas, totalmente, por docentes cabo-verdianos.

12 Janeiro 2003 12:24:00


xhtml CSS