Crise na Líbia na agenda da UA no Rwanda

Tripoli, Líbia (PANA) – A atual crise na Líbia figura entre os pontos da agenda da próxima cimeira da União Africana (UA), em Kigali, capital rwandesa, em que o país se fará representar pelo presidente da Câmara dos Representantes (Parlamento), Aguila Saleh.

Segundo a ministra rwandesa dos Negócios Estrangeiros, Louise Mushikiwabo, neste encontro a decorrer de 17 a 18 deste mês sob lema "2016: Ano Africano dos Direitos Humanos, com destaque para os direitos da Mulher", os líderes africanos vão analisar "com urgência" a situação explosiva da Líbia e do Sudão do Sul, bem como os conflitos noutras zonas de África.

A chefe da diplomacia rwandesa sublinhou que a situação na Líbia será de interesse prioritário para os dirigentes africanos que vão analisar a vertente humanitária e do conflito armado, além da parte política, acrescentando que a UA continuará a apoiar os esforços de paz no país.

Os trabalhos preparatórios da cimeira da UA iniciaram-se quarta-feira na capital rwandesa.

A questão dos direitos humanos em África com destaque para os direitos da mulher bem como a segurança, os serviços de saúde e a unificação das políticas africanas em matéria de circulação entre os Estados-membros constituem outros pontos fortes da ordem do dia.

Mushikiwabo indicou que a União Africana vai ainda debruçar-se sobre a adoção do passaporte africano comum, que levará o emblema da UA, o que facilitará as deslocações dos cidadãos entre os países do continente.

-0- PANA BY/JSG/CJB/IZ 15jul2016

15 Julho 2016 11:51:44




xhtml CSS