Côte d'Ivoire cria Observatório da Equidade e Género

Abidjan, Côte d 'Ivoire (PANA) - Um Observatório Nacional da Equidade e Género (ONEG) foi criado na Côte d'Ivoire e terá por missão acompanhar, avaliar e formular propostas no sentido da promoção da iguadade do género.

O ONEG velará por que a igualdade entre homens e mulheres seja melhor traduzida nas decisões tomadas nos domínios político, económico e social.

Para o porta-voz do Governo ivoiriense, Bruno Nabagné Koné, trata-se para a Côte d'Ivoire de conformar-se com os compromissos internacionais, mas também contribuir para a redução das disparidades entre homens e mulheres e a promoção da autonomização das mulheres.

Esta decisão constitui um catalizador para a promoção do género, apos outras decisões precedentes como a institucionalização do Conselho Nacional da Mulher,  a instalação dum Compêndio das Competências Femininas, a abertura às raparigas do concurso de entrada na Escola Militar Preparatória e Técnica (EMPT), a criação pela Primeira Dama, Dominique Ouattara, dum Fundo de Apoio às mulheres da Côte d'Ivoire a fim de ajudar as mulheres  mais desfavorecidas e a abertura às raparigas do concurso de entrada na Escola da Gendarmaria.

No entanto, no domínio da representação política das mulheres, as desigualdades subsistem onde a Assembleia Nacional da Côte d'Ivoire possui 25 deputadas dos 254 membros, ou seja, uma percentagem de 9,4 porcento contra 43,3 porcento no Senegal e 63,8 porcento no Rwanda.

-0- PANA BAL/JSG/FK/IZ 19dez2014

22 ديسمبر 2014 07:54:32


xhtml CSS