Contingente canadiano reintegra força onusina no Mali

Bamako, Mali (PANA) - Um contingente canadiano de 250 homens integrou oficialmente, a 31 de julho passado, a Missão Multidimensional Integrada das Nações Unidas para a Estabilização do Mali (MINUSMA), no campo Castor em Gao, no norte, a mil e 200 quilómetros de Bamako, soube a PANA segunda-feira de fonte onusina.

Segundo a fonte, esta entrada marca o regresso do Canadá entre os capacetes azuis, para substituir soldados alemães.

O contingente canadiano está encarregado de garantir apoio logístico e operacional à força onusina.

Vai ocupar-se também das evacuações sanitárias, do transporte de material e pessoal, através de três helicópteros CF-147F Chinoooks e cinco helicópteros CH-146 Griffons.

"Faz vários anos que o Canadá não tem uma contribuição significativa no seio das forças da ONU e estamos orgulhosos de ver reaparecer a bandeira das Nações Unidos ao lado da do Canadá", declarou o coronel Chris McKenna, comandante do contingente canadiano.

O comandante adjunto da Força da MINUSMA, general Amadou Kane, desejouo as boas vindas ao contingente canadiano, e lembrou que os principais traços caraterísticos do teatro maliano eram "a sua complexidade e a dificuldade da missão".

Explicou aos soldados canadianos a esperança que neles foi depositada, sabendo-se que dispõem de material que permitirá reforçar as capacidades operacionais da força onusina.

-0- PANA GT/JSG/MAR/IZ 7agosto2018

07 august 2018 19:18:50


xhtml CSS