Conselho de Segurança condena ataque contra capacetes azuis em Darfur

Nova Iorque- Estados Unidos (PANA) -- Os autores do ataque de segunda-feira contra soldados da Missão das Nações Unidas e União Africana em Darfur (MINUAD) devem ser rapidamente julgados, declarou o Conselho de Segurança (CS) das Nações Unidas num comunicado.
Segundo o comunicado do Conselho, cuja presidência é atualmente assegurada pelo México, os membros deste órgão exprimiram as suas condolências às famílias das vítimas destes ataques bem como ao Governo do Ruanda.
Na nota, o CS encoraja o Governo do Sudão a garantir que todos os autores destes ataques sejam rapidamente julgados e que se ponha termo "à impunidade dos que atacam os capacetes azuis".
Segundo a ONU, mais de 20 homens armados em Darfur dispararam contra capacetes azuis, fazendo três mortos e ferindo gravemente um quarto.
Os capacetes azuis ruandeses trocaram tiros com estes atacantes durante mais de uma hora, num ataque que suscitou uma vaga de condenações em África e no mundo inteiro Desde 2008, no total 27 soldados da MINUAD foram mortos.
As Nações Unidas estimam que mais de dois milhões e 700 mil Sudaneses foram deslocados e 300 mil civis mortos desde o início dos combates em 2003 entre os rebeldes sudaneses e as forças governamentais apoiadas pelas milícias Djandjawid.

23 juin 2010 17:18:00




xhtml CSS