Conselho Executivo da UA reflete sobre reformas da agricultura

Malabo, Guiné Equatorial (PANA) - O Conselho Executivo da União Africana (UA), que agrupa os ministros dos Negócios Estrangeiros e da Agricultura, iniciou segunda-feira a sua 25ª sessão em Malabo, na Guiné Equatorial, com discussões sobre a forma de inverter a tendência do declínio da agricultura em África.

A presidente da Comissão da UA, Nkosazana Dlamani-Zuma, declarou que o crescimento do setor da agricultura é uma prioridade essencial para os países africanos que buscam melhorar a sua base industrial.

"A agricultura e a segurança alimentar são prioridades chaves para propulsar o crescimento industrial de África", indicou Dlamani-Zuma aos ministros dos Negócios Estrangeiros na abertura da reunião ministerial.

Para o secretário executivo da Comissão Económica das Nações Unidas para África (CEA), Carlos Lopes, a falta de estabilidade em África obstruiu o crescimento da agricultura, sobretudo nos países que viveram conflitos nestes últimos anos.

Ele indicou que entre as condições chaves que devem prevalecer para a expansão da agricultura figuram a estabilidade política, o acesso a tecnologias agrícolas efetivas, aos mercados e à terra.

-0- PANA AO/MA/MTA/TBM/SOC/FK/TON  24junho2014

24 Junho 2014 09:27:56


xhtml CSS