Congo gasta mais de $ 50 milhões na importação de produtos animais

Brazzaville, Congo (PANA)   - O Congo desembolsa mais de 30 biliões de francos CFA (mais de 59 milhões de dólares americanos) na importação de produtos animais.

Esta revelação foi feita recentemente pelo ministro congolês da Agricultura e Pecuária, Rigobert Maboundou, na abertura dum ateliê consultivo destinado a criar uma plataforma de apoio ao desenvolvimento.

O Governo congolês pretende inverter esta tendência e, neste aspecto, o ministério da Agricultura executa um ambicioso programa de reabastecimento e de segurança sanitária das pecuárias, indicou Maboundou.

No entanto, segundo eo governante, o arsenal legislativo e regulamentar que rege o setor da Pecuária está um pouco atrasado e merece ser adaptado ao contexto atual".

A plataforma de apoio ao desenvolvimento, em projeto, servirá para rever e formular as políticas de desenvolvimento da pecuária no Congo e permitirá executar todos os projetos de desenvolvimento numa dinámica transparente, inclusiva e participativa.

O ateliê sobre o projeto de criação desta plataforma de caráter pluridisciplinar coincide com o lançamento oficial no Congo do programa de reforço da Governação Veterinária em África (VT-GO), depois do Gabão em 2012.

Desde os anos 1980, o sub-setor do gado em África sofre de políticas governamentais desfavoráveis, devido a um financiamento deficitário dos setores públicos e privados, a um péssimo funcionamento das estruturas e a uma fraca capacidade de implementação das políticas da regulamentação e das normas.

As avaliações empreendidas desde 2006 pela Organização Mundial para a Saúde Animal (OIE) revelam a necessidade de reforçar as instituições, incluindo os serviços veterinários, para inverter as tendências negativas que regista o desenvolvimento da pecuária na África Subsariana.

-0- PANA MB/JSG/IBA/CJB/DD     09mar2013

09 Março 2013 10:06:16


xhtml CSS