Congo aloca mais de $ 10 milhões ao Fundo de Apoio à Agricultura

Brazzaville- Congo (PANA) -- A ajuda do Governo congolês ao Fundo de Apoio à Agricultura (FSA) foi estimada em cinco bilhões 291 milhões de francos CFA (mais de 10 milhões de dólares americanos) em 2009, soube a PANA segunda-feira de fonte próxima do ministério da Agricultura e Pecuária em Brazzaville.
Segundo a repartição estabelecida, este orçamento vai consagrar um bilião 291 milhões de francos CFA (mais de um milhão de dólares americanos) ao funcionamento do fundo e quatro bilhões (cerca de oito milhões de dólares americanos) ao apoio aos promotores de projectos, precisou o director-geral desta estrutura, Emmanuel Mayoulou.
Ele acrescentou que a criação do FSA é uma via certa que leva ao relançamento e ao desenvolvimento da agricultura com o objectivo de atingir a autosuficiência alimentar.
"A ausência de um mecanismo de financiamento figura entre os males que obstruem as actividades agropastorís e haliêuticas na República do Congo", disse.
Definida, nos anos 80, como prioridade das prioridades, a agricultura está confrontada com problemas que a impedem de satisfazer as necessidades de três milhões 600 mil Congoleses.
Pelo menos 70 por cento destas pessoas dependem de uma agricultra de queimada praticada com meios rudimentares em zonas rurais.
A raridade das pistas agrícolas ordenadas complica a aquação da alimentação nos maiores centros comerciais e de consumo.
Anualmente, o Congo Brazzaville importa produtos alimentícios de um valor de 130 bilhões de FCFA (cerca de 258 milhões de dólares americanos), ou seja o equivalente da massa salarial anual do país, segundo a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO) que estabeleceu que em 2002 apenas 32 por cento dos Congoleses eram famintos.

09 Fevereiro 2009 20:30:00


xhtml CSS