Confrontos entre manifestantes e forças de segurança abalam capital togolesa

Lomé, Togo (PANA) – Confrontos entre manifestantes e forças de segurança inviabilizaram uma anunciada marcha de protesto da oposição, quinta-feira à tarde, na capital togolesa, Lomé, constatou a PANA  no local.

Tal como aconteceu na véspera, os manifestanes pretendiam terminar  a sua marcha de quinta-feira na estratégia rotunda de Dekon, em vez da praia diante do hotel Sancta Maria, como de costume desde o início das manifestações.

Forças de segurança, em número impressionante, utilizaram  gás lacrimogéneo para dispersar os manifestantes, enquanto estes ripostavam com o arremesso de pedras ou despejo na via  pública de caixotes de lixo doméstico.

Estes confrontos perturbaram seriamente a marcha, pondo termo à manifestação.

Na quarta-feira,  Jean-Pierre Fabre, líder da oposição, fez cessar a marcha em Dekon para um pequeno comício.

Mas pouco antes, confrontos opuseram manifestantes e forças de segurança a propósito duma rua não autorizada para a marcha.

A situação voltou à calma e as atividades retomaram-se na cidade, que entretanto continuou cercada pelas forças de segurança.

A oposição togolesa manifesta-se três a quatro vezes por semana, nos últimos quatro meses, para reclamar por reformas institucionais e constitucionais conducentes ao regresso à Constituição de 1992 ou à demissão do Presidente Faure Gnassingbé.

Estas manifestações já registaram 20 mortos dos quais vários elementos das forças de segurança bem como crianças, lembre-se.

-0- PANA FAA/BEH/SOC/FK/IZ 29dez2017

29 Dezembro 2017 19:31:54


xhtml CSS