Comunidade muçulmana gabonesa celebra Takaski

Libreville- Gabão (PANA) -- A comunidade muçulmana do Gabão celebrou segunda-feira, na alegria, a festa de Aid-El-Kabir comummente denominada a "festa da ovelha", comemorativa do sacrifício de Abrão, constatou a PANA no local.
"A Aid-El-Kébir é uma lembrança ao sacrifício de Abrão.
É um gesto purificador que perpetua o acto de sacrifício do patriarca.
Efectivamente, Deus lhe pediu que sacrificasse o seu filho único, Ismael, e estava pronto a executar o pedido a fim de mostrar a sua submissão a Deus pois, como sabemos, Muslim (muçulamano) significa etimologicamente o submisso.
Mas Deus travou Abrão e mandou-lhe sacrificar uma ovelha no lugar do seu filho", contou um membro da comunidade muçulmana.
Para além deste rito, a Aid-El-Kébir é igualmente um dia importante para todos os Muçulmanos pois consitui um símbolo de partilha com os próximos, declarou um outro fiel.
As ovelhas sacrificadas no Gabão são geralmente provenientes dos países vizinhos, nomeadamente, dos Camarões e do Congo.
Cerca de 50 por cento dos Gaboneses são cristãos, na sua maioria católicos, 49 por cento animistas e um por cento muçulmanos ou seja 130 mil pessoas.

08 Dezembro 2008 18:32:00


xhtml CSS