Companhia de dança do Madagáscar actua em Cabo Verde

Praia- Cabo Verde (PANA) -- A companhia de dança do Madagáscar RARY vai actuar na próxima semana, na cidade da Praia, no âmbito de uma digressão que está a efectuar pela África Ocidental, apurou a PANA esta terça-feira na cidade da Praia.
De acordo com uma fonte do Centro Cultural Francês na capital cabo-verdiana, a digressão da companhia malgaxe na região oeste africana inclui, para além de Cabo Verde, a Côte d'Ivoire, o Togo, o Ghana, a Nigéria, o Burkina Faso, a Mauritânia, o Senegal e a Guiné-Conakry.
A companhia de dança RARY tem sete anos de existência e é constituída actualmente por oito dançarinos, dois músicos, compositores e um coreógrafo.
Ela tem no seu activo diversas criações, tendo-se apresentado com trabalhos próprios em numerosos concursos, nomeadamente por ocasião de "Sanda I", com a peça "Kila" (1997) e do "Masa", em Abidjan (2000).
A companhia malgaxe participa desde 1997, regularmente, no Festival de dança no Madagáscar, denominado "Karajia", para além de efectuar "ateliers" de intercâmbio em dança contemporânea, música malgaxe e ainda iniciação em coreografia tradicional do Madagáscar.
A companhia RARY foi laureada com o prémio RFI Danse, com o espectáculo intitulado "Mpiarahalahy Mianala".
Com esta mesma peça obteve, em Novembro 2001, o segundo prémio do "Sanga I".
A companhia já participou também em várias digressões por países e cidades da Europa.

18 Março 2003 16:12:00


xhtml CSS