Companhia aérea sul-africana cancela voos devido à greve

Joanesburgo- África do Sul (PANA) -- Uma greve lançada por membros da tripulação e por pessoal não navegante da transportadora aérea su- africana "South African Airways (SAA)" obrigou sexta-feira a companhia a cancelar alguns dos seus voos domésticos matutinos.
Porém, num comunicado publicado em Joanesburgo, a SAA diz ter tomado medidas para minimizar os efeitos da greve instalando equipas da sua direcção em todos os terminais domésticos para embarcar os passageiros em voos de outras companhias.
A transportadora garante ainda ter adoptado vários planos de contingência para lidar com a greve e minimizar quaisquer impactos possíveis sobre os passageiros.
No quadro desse plano, a companhia aérea activou o seu Centro de Resposta de Emergência (ERC) em "Airways Park", a sede da empresa em Joanesburgo.
"Todos os departamentos da companhia estão representados no ERC que, durante a vigência da greve, receberá todas as informações sobre os voos da SAA e sobre a situação nos aeroportos para acompanhar, coordenar e controlar todos os problemas registados", explicou a nota.
Os passageiros foram aconselhados a fazer contactos para voos alternativos por haver indicações de que o programa da companhia não iria funcionar normalmente.
A paralisação seguiu-se ao impasse registado em negociações entre a direcção da empresa e os sindicatos representativos do pessoal tripulante e não navegante que exigem um aumento salarial de 8 por cento contra os 5 por cento oferecidos pela SAA.

22 Julho 2005 20:39:00




xhtml CSS