Comité da Mulher Africana reúne-se em Tripoli

  Tripoli- Líbia (PANA) -- Os trabalhos da 6ª reunião consultiva do Comité da Mulher Africana, que decorre no quadro dos preparativos da quinta cimeira da União Africana (UA) prevista para 4 e 5 de Julho próximo em Sirtes (centro da Líbia), iniciaram-se sexta-feira em Tripoli.
As participantes vão analisar, durante a reunião, o acompanhamento da declaração oficial relativa à igualdade entre os géneros em África, à promoção da paz e ao desenvolvimento da mulher africana, assim como ao papel que as Organizações não- Governamentais do continente devem desempenhar para atingir este objectivo.
   Uma proposta relativa à criação dum Centro de Documentação sobre a Mulher no seio da UA, um relatório de avaliação dos progressos realizados em diversos domínios, o reforço da sua participação em várias actividades, assim como a concessão de 50 por cento dos postos de decisão à mulher, figuram igualmente entre as questões a serem tratadas durante este encontro.
   No seu discurso de abertura, o secretário para os Assuntos Sociais do Congresso Geral do Povo Líbio, Amal Nouri Safar, saudou os esforços feitos pelo líder Muamar Kadafi e pelos seus pares africanos para a unidade do continente, a sua integração e a complementariedade.
   Ele ressaltou que este encontro representa uma consagração da mulher africana, nomeadamente em relação às suas irmãs de outras partes do mundo.
Falando na presença da presidente do Parlamento Africano, Gertrude Mongella, da presidente executiva Organização de Solidariedade da Mulher Africana, Bineta Diop, e de líderes de várias outras estruturas femininas, Safar disse que o encontro deverá tratar de questões de ordem familiar, educativa, sanitária e social.
A questão da mulher tem ramificações a nível social, económico, cultural e político, precisou Safar.
   Por seu lado, Bineta Diop sublinhou que os resultados desta reunião serão tranmitidos à quinta cimeira da UA.
   Por seu lado, Gertrude Mongella afirmou que este encontro visa traçar as linhas de acção que vão permitir à mulher africana reforçar o seu papel em todos os níveis, sobretudo nos planos económicos e social.
  

02 Julho 2005 13:10:00


xhtml CSS