Comissário da ONU para refugiados visita Darfur

Cartum- Sudão (PANA) -- O Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados, António Guterres, efectua actualmente uma visita de 10 dias à conturbada província oeste-sudanesa de Darfur, para avaliar o trabalho da sua agência e a difícil situação de deslocados internos, refere um comunicado de imprensa distribuído quarta-feira.
"Este é o maior problema de deslocamentos em África", disse Guterres referindo-se aos deslocados de Darfur.
De acordo com o relatório da ONU publicado na semana passada, o conflito de dois anos em Darfur deixou três milhões e 200 mil pessoas dependentes de assistência humanitária, ao passo que um milhão e 900 outras vivem em campos superlotados em algumas partes do Sudão.
Pelo menos 200 mil pessoas vivem em campos de refugiados no vizinho Tchad.
Guterres disse que o seu desejo era que os refugiados regressassem às suas casas mas que reconhece que tal não seria possível actualmente em Darfur porque a situação de segurança não o permite.
"O regresso é a chave da nossa política", declarou, acrescentando que "não queremos manter as pessoas nos campos.
Porém, o regresso precisa de segurança e não existe segurança sem a paz".
Guterres vai também visitar os campos do Tchad antes de ir ao sul do Sudão para avaliar os preparativos para o regresso dos refugiados, incluindo a reabilitação de escolas e hospitais e a desminagem de estradas.
"Vamos posteriormente visitar um campo de refugiados no Quénia e encontrar-nos com os oficiais governamentais do país.

24 Agosto 2005 19:49:00




xhtml CSS