Comissão eleitoral divulga brevemente calendário eleitoral na RD Congo

Kinshasa, RD Congo (PANA) - A Comissão Eleitoral Nacional Independente (CENI) da RD Congo divulgou o calendário eleitoral depois das operações de identificação e de registo dos eleitores nas duas províncias do Kasai e do Kasai Central (centro-sul) bem como nos dois territórios de Luilu e Kamiji, na mesma região, anunciou segunda-feira o seu presidente, Corneille Nangaa.

"Com esta última etapa e depois da centralização, consolidação e tratamento dos dados dos eleitores, a CENI dotará o país dum ficheiro viável, conforme as regras internacionais. Todas estas atividades serão declinadas no calendário que a CENI divulgar brevemente, depois de todas as avaliações em curso", explicou Nangaa na abertura da 19 Conferência Geral Anual do Fórum das Comissões Eleitorais da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), em Kinshasa.

O presidente da CENI congratulou-se com o lançamento das operações nestas duas províncias e territórios, abaladas há dias por conflitos e um clima de insegurança mortiféros, depois de ter coberto 24 das 26 províncias da RD Congo com um universo de mais de 42 milhões de eleitores registados.

Para Nangaa, o Fórum dos Comissários Eleitorais da SADC constitui uma família eleitoral que partilha os mesmos princípios fundamentais e a mesma vontade de promover, na região, eleições credíveis, livres, justas e transparentes.

Saudou o apoio à CENI/RD Congo por parte do Fórum das Comissões Eleitorais da SADC e dos seus Estados respetivos, garantindo que, com a esta ajuda, a RD Congo vai enfrentar os desafios presentes e futuros.

Com efeito, desde a sua adesão ao Fórum em 2004, a RD Congo assumiu a presidência em 2008 e a vice-presidência de 2010 a 2012 da organização comunitária, sendo de momento membro do Comité Executivo deste fórum.

Os delegados das Comissões Eleitorais do Botswana, do Lesoto, do Malawi, de Moçambique, da Namíbia, da África do Sul, das ilhas Seicheles, da Swazilândia, da Zâmbia, do Zanzibar e do Zimbabwe participaram nesta conferência.

Dela estiveram ausentes Angola, as ilhas Maurícias e a Tanzânia que apresentaram às sua desculpas.

-0- PANA KON/JSG/MAR/DD 26set2017

26 Setembro 2017 20:11:31


xhtml CSS