Comissão da UA pede posição comum sobre reformas na ONU

Abuja- Nigéria (PANA) -- O presidente da Comissão da União Africana (UA), Alpha Oumar Konare, instou os países africanos a defenderem uma posição comum na Nações Unidas sobre as revisões propostas do sistema da ONU, particulamente em relação às reformas no Conselho de Segurança para torná-lo mais representativo.
"O continente deve ter uma única voz para participar mais efectivamente nesta discussão, para poder destacar a influência africana na revisão proposta, a fim de tirar benefícios", disse Konare na abertura da quarta sessão ordinária da Assembleia da UA aberta domingo em Abuja.
O continente africano, que não possui nenhum assento permanente no Conselho de Segurança, defende dois lugares no órgão reformado da ONU, disputados pelo Egipto, pela Nigéria e pela África do Sul.
Konare apelou para o cancelamento total das dívidas dos países africanos, cujo serviço é de 20 biliões de dólares americanos por ano, e para a duplicação das doações concedidas ao continente para que possa atingir, até 2015, os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio.
O presidente da Comissão da UA instou também os líderes africanos a elaborarem as modalidades para a implementação dos projectos já aprovados para a construção rodoviária e para um passaporte africano comum "porque não são sonhos".

30 Janeiro 2005 16:40:00




xhtml CSS