Comissão da UA garante implementação de declaração sobre género

Banjul- Gâmbia (PANA) – Os primeiros relatórios so-bre o estatuto da implementação da Declaração Solene sobre a Igualdade de Género em África (SDGEA) devem ser submetidos e analisados pela cimeira da União Africana (UA) prevista para Janeiro de 2007, disse segunda- feira a Comissão da UA.
Esta declaração foi feita em Banjul por Winnie Byanyima, directora do Directório da Comissão da UA sobre as Mulheres, Género e Desenvolvimento, durante o fórum das mulheres sobre a implementação da SDGEA feita pelos líderes africanos em Julho de 2004.
A SDGEA apela para uma implementação contínua da igualdade de género dentro da UA e a nível nacional, entre outras coisas.
Na sua declaração, os líderes africanos comprometer-se também a anunciar o progresso anual para dar prioridade ao género nas áreas da saúde, da educação, da paz e segurança, do desenvolvimento económico, dos direitos humanos e da governação.
Porém, dois anos depois da adopção da declaração, nenhum relatório foi feito sobre a sua implementação.
Byanyima disse que no âmbito dos esforços para garantir a execução da SDGEA, os ministros dos Assuntos Femininos dos Estados membros reuniram-se em Dakar, no Senegal, no ano passado, para discutir e adoptar um quadro de implementação e as orientações para o monitorar.
Garantiu durante o fórum de dois dias no hotel de Kairaba, na capital gambiana, que o seu directório vai apoiar os esforços da rede dos grupos femininos para assegurarem a implementação da declaração.
“O Nosso papel consiste em facilitar os esforços das mulheres de África para que continuem a defender os seus direitos para as suas irmãs”, disse a responsável da Comissão da UA no fórum que faz pressão para a implementação da SDGEA mediante a campanha “O género é a minha agenda”.

26 Junho 2006 20:41:00


xhtml CSS