Cineasta nigeriano apresenta documentário sobre Cabo Verde

Praia- Cabo Verde (PANA) -- O nigeriano Ike Eric Nweke apresentou sexta-feira à noite, no Centro Cultural Português na cidade da Praia o seu primeiro documentário sobre Cabo Verde, uma obra que fala sobre "as origens da nacionalidade cabo-verdiana", apurou a PANA na capital cabo-verdiana.
O realizador, que reside no arquipélago há oito anos, considera que o documentário, de 27 minutos, é fruto da sua paixão pela história e pela música cabo-verdianas, designadamente o batuque, género musical típico da ilha de Santiago.
"Após a minha primeira visita à Cidade Velha (antiga Ribeira Grande e primeira capital de Cabo Verde), fiquei curioso em conhecer sua história e sua evolução",afirmou Ike Nweke, que dedica parte do documentário ao batuque devido a sua ligação ao passado e à primeira cidade cabo-verdiana.
Ao longo dos 27 minutos, o realizador passeia a sua câmara pela Cidade Velha, por documentos do Arquivo Histórico Nacional (AHN), por algumas figuras que contam a história da localidade e por batucadas que explicam esse género antigo.
Em declarações à imprensa, o realizador confessou ter deparado com algumas dificuldades designadamente com as fontes, nalguns casos contraditórias.
"Uns diziam uma coisa, outras afirmavam o contrário", afirmou Ike Nweke, precisando que a escolha do audiovisual prendeu-se com a possibilidade de atingir um público maior.
"Pensei produzir um documento escrito mas como o hábito de leitura é fraco, optei pelo vídeo.
Há muita gente curiosa que vai procurar conhecer a história da Cidade Velha e o batuque, os temas centrais do documentário", explicou.

16 Fevereiro 2003 19:29:00


xhtml CSS