Cimeira mundial sobre violência sexual sem resultados tangíveis, dizem ONG

Abidjan, Côte d’Ivoire (PANA) – Os militantes da campanha internacional para erradicar as violações e a violência baseada no género nos conflitos lamentaram, sexta-feira, que a cimeira mundial, organizada pelo Governo britânico, sobre a questão tenha produzido "poucos resultados tangíveis" sem o menor impacto imediato no terreno.

Num comunicado transmitido à PANA, no fim de semana, a colaureada do Prémio Nobel da Paz, a Liberiana Leymah Gbowee, coiniciadora desta campanha, e outros militantes indicaram que a violência sexual num conflito foi debatida de modo isolado em vez da sua correlação com o contexto geral do militarismo e do estatuto desigual das mulheres no mundo.

Para Gbowee, o que a sociedade civil deseja não são as palavras, "mas que os Governos se comprometam totalmente a pôr termo às violências sexuais".

"A violência sexual e a violação não surgem apenas em tempo de guerra, estão também estreitamente ligadas à violência na existência das mulheres em tempo de paz", sublinhou.

Por outro lado, os ativistas desta campanha lamentaram a fraca representação da sociedade civil durante reuniões governamentais e também que que poucos Governos se comprometeram financeira e politicamente a erradicar a violência sexual.

-0- PANA BAL/TBM/CJB/IZ 14junho2014

16 Junho 2014 20:44:28




xhtml CSS