China compromete-se a continuar a cooperar com África no combate ao terrorismo

Cidade  do Cairo, Egipto (PANA) – A China continuará a reforçar a sua cooperação global com África e trabalhar estreitamente com os países africanos  na luta contra o terrorismo e o extremismo,  declarou esta quinta-feira na cidade o ministro chinês dos Negócios Estrangeiros, Wang Yi.

Citado pela Agência Egípia de Notícias (MENA), o chefe da diplomacia chinesa dirigia-se a diplomatas e jornalistas na sede do Ministério chinês dos Negócios Estrangeiros.

Frisou que novas medidas destinadas a aumentar o nível da cooperação comum em todos os domínios, nomeadamente a industrialização, segurança alimentar e saúde, serão anunciadas durante a próxima cimeira sino-africana prevista para Joanesburgo, na África do Sul.

As ajudas que a China vai conceder a África não serão carecem de condições políticas, afirmou o diplomata sublinhando que esta posição não será influenciada por críticas estrangeiras  relativamente à política africana da China.

Exprimiu a sua confiança na capacidade do povo chinês e na dos povos africanos para romper  com todos os que tentam opor-se a esta cooperação por interesses escondidos, aludindo claramente aos Estados Unidos e a alguns países ocidentais que tentam bloquear a penetração da China em  África.

Disse que a cooperação sino-africana não seguirá a mesma via tomada pelas forças tradicionais contra África e que ela não se fará em detrimento dos interesses do continente nem do ambiente em África.

A próxima cimeira enviará uma mensagem forte à comunidade internacional sobre a importância que a China atribui a África e sobre o seu respeito e apoio ao continente, disse o chefe da diplomacia chinesa.

-0- PANA AD/IN/BEH/FK/DD 26nov2015

26 Novembro 2015 16:57:17


xhtml CSS