Chefias militares da CEDEAO examinam em Bamako crise maliana

Bamako, Mali (PANA) - Os chefes dos Estados-Maiores das forças armadas da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) estão reunidos desde segunda-feira, em Bamako, para adoptar um plano de envio de três mil e 300 militares da organização ao Mali para o restabelecimento rápido da integridade territorial deste país.

O norte do Mali, que corresponde a dois terços do território, está ocupado há quatro meses por grupos islamitas armados e rebeldes tuaregues.

Na agenda da reunião dos chefes dos Estados-Maiores figura igualmente o estudo das conclusões da conferência final de planificação para o desdobramento da Missão da CEDEAO no Mali (MICEMA) organizada de 8 a 11 de agosto em Bamako, capital maliana.

A MICEMA terá por objetivo garantir a segurança das autoridades e das instituições da transição, contribuir para o reforço das capacidades das forças de defesa e segurança malianas e sobretudo apoiar o Exército maliano a reconquistar o norte do país.

-0- PANA GT/JSG/MAR/IZ 14agosto2012

14 Agosto 2012 15:45:50




xhtml CSS