Chefes de Estado-Maior da CEDEAO discutem crise maliana

Lagos, Nigéria (PANA) - Os chefes de Estado-Maior das Forças Armadas dos países da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) vão reunir-se em sessão extraordinária em Abidjan, na Côte d´Ivoire, a partir de sexta-feira para finalizar o roteiro de paz com vista ao desdobramento duma missão ao Mali, anunciou a Comissão da organização num comunicado obtido pela PANA em Lagos.

Segundo o comunicado, esta reunião de dois dias do Comité dos Chefes de Estado-Maior (CCEM) segue-se ao requerimento do Mali à CEDEAO para o desdobramento da missão, denominada MICEMA.

Um sub-comité do CCEM reuniu-se com as autoridades militares malianas em meados de agosto para se assegurar da convergência de pontos vistas com a CEDEAO sobre a primeira fase da MICEMA, que é garantir a segurança das autoridades e das instituições de transição.

A reunião de 12 de agosto decidiu igualmente a harmonização das posições da CEDEAO e do Mali sobre as segunda e terceira fases da MICEMA: a contribuição da missão para o reforço das capacidades das forças de defesa e segurança maliana reorganizando-as e formando-as, bem como o apoio dado a estas forças para retomar o norte do Mali atualmente ocupado por grupos islamistas e rebeldes tuaregues.

A próxima sessão extraordinária do CCEM vai igualmente passar em revista o conceito de operação da MICEMA, cujo desdobramento vai contribuir para  a resolução da crise neste país.

A CEDEAO deve obter o aval do Conselho de Segurança das Nações Unidas para esta missão, cujo custo se estima em 200 milhões de dólares americanos.

Uma tentativa precedente de obter a aprovação doConselho fracassou, visto que esta instância pediu mais pormenores sobre este projeto.

"Não desejamos um outro erro que consistiria a voltar à ONU sem finalizar os pormenores do desdobramento", declarou uma fonte próxima da CEDEAO à PANA esta quarta-feira.

-0- PANA SEG/FJG/JSG/MAR/TON 12sept2012

12 Setembro 2012 13:01:30




xhtml CSS