Cerca de quarenta chefes de Estado e de Governo paricipam na 18ª Cimeira da UA

Addis Abeba, Etiópia (PANA) – Cerca de quarenta chefes de Estado e de Governo participam na 18ª Cimeira da União Africana iniciada este domingo em Addis Abeba, na presença do presidente do Comité Nacional da Conferência Consultiva Política do Povo Chinês (CCPPC), Jia Qinglin, convidado especial do encontro.

A cimeira, que tem como lema central o reforço do comércio entre Africanos, regista a presença dos Presidentes zimbabweano, Robert Mugabe, sudanês, Omar el-Béchir, sul-africano, Jacob Zuma, nigeriano, Goodluck Jonathan, gambiano, Yahya Jammeh, sul-sudanês Salva Kir, tunisino, Moncef Marzouki, e do primeiro-ministro líbio, Abdul Rahim Al-Kaeb.

Estão igualmente presentes nesta 18ª Cimeira, os chefes de Estado ivoiriense, Alassane Ouattara, tchadiano. Idriss Déby, centroafricano, François Bozizé, congolês, Denis Sassou Nguesso, liberiana, Ellen Johson Sirleaf, queniano, Mwai Kibaki, conakry-guineense, Alpha Condé, rwandês, Paul Kagamé, gabonês, Ali Bongo, ganense, John Atta-Milles, somalí, Cheikh Sharif Cheikh Ahmed, e togolês, Faure Gnassingbé.

O Caboverdiano Jorge Carlos Fonseca e o Zambiano Michael Sata participam pela primeira vez nesta cimeira presenciada pelo Secretário-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-Moon.

Organizada na nova sede oferecida pela China à União Africana, a Cimeira é marcada pelas ausências do Argelino Abel Aziz Bouteflika, do Nigerino Mahamadou Issoufou, do Camaronês Paul Biya, do Mauritano Mohamed Abdel Aziz e do Congolês Joseph Kabila.

O Maliano Amadou Toumani Touré e o Senegalês Abdoulaye Wade, confrontados com  eventos internos nos seus respetivos países, também não estão presentes neste encontro que se debruçará nomeadamente sobre o desenvolvimento das infraestruturas em África.

Os trabalhos, que prosseguiráo à porta fechada, terão, por outro lado, com uma implicação principal a designação do presidente da Comissão da UA para os próximos quatro anos.

Dois candidatos, designadamente o presidente cessante da Comissão, o Gabonês Jean Ping, e a atual ministra sul-africana do Interior (ex-ministra sul-africana dos Negócios Estrangeiros), NKosozana Dlamini-Zuma, disputam para este posto o sufrágio dos 54 Estados membros da organização pan-africana.

Os chefes de Estado vão adotar segunda-feira, no termo dos seus trabalhos, decisões e recomendação preparadas pelo Conselho Executivo da UA decorrido de 26 a 28 de janeiro na capital etíope.

-0- PANA SEI/JSG/CJB/DD   29jan2012

29 Janeiro 2012 22:26:17


xhtml CSS