Centro de Dados cabo-verdiano alberga plataforma informática Internacional

Praia, Cabo Verde (PANA) - Cabo Verde alberga dentro de um mês a plataforma informática WARI, pertencente à Celular Systems International (CSI), empresa multinacional de comunicações móveis, apurou a PANA, quarta-feira, na cidade da Praia de fonte empresarial.

O acordo que formaliza o negócio e a parceria entre o Núcleo Operacional da Sociedade de Informação (NOSI), que gere o parque tecnológico, e a Celular Systems International, que opera em 34 países africanos, foi assinado na capital cabo-verdiana.

Conforme o gestor do NOSI, Jorge Lopes, o acordo envolve, além de uma relação de parceria mutuamente vantajosa, uma dimensão de negócio rentável, cujas contrapartidas, para a instituição cabo-verdiana, “estão de acordo com os parâmetros internacionais neste tipo de transações”.

Ele considera este acordo como “um momento histórico” porque, a seu ver, marca o início da operacionalização, rentabilização e internacionalização do Centro de Dados, um dos pilares do Centro Tecnológico.

Nestes pilares está assente a materialização da estratégia do Governo cabo-verdiano de criação em Cabo Verde de um cluster das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), acrescentou.

De acordo com o fundador e presidente da CSI, Kabirou Mbodje, o Centro de Dados do Centro Tecnológico da Praia oferece à WARI toda a qualidade de prestação de serviços de que precisa para se expandir, daí a escolha feita pela empresa, sediada no Senegal, para esta parceria.

"A tecnologia, o equipamento e a visão que estão por detrás da prestação do NOSI são aquilo de que andamos à procura, seja na Europa seja nos Estados Unidos, em termos de
provedores de serviços nesta área para a nossa plataforma”, regozijou-se.

Kabirou Mbodje salientou que esta escolha teve em conta, especialmente, a natureza de uma companhia como a Celular Systems International, que exige parâmetros de conhecimento e equipamentos de alto nível.

“Pudemos encontrar tudo isso aqui em Cabo Verde, e na sequência das nossas discussões, conseguimos chegar a um acordo de negócio e de parceria que vai permitir balançar a qualidade da nossa plataforma", precisou.

O acordo entre o NOSI e a Celular Systems International foi assinado no quadro da Cimeira Sobre Inovação em África, que decorre desde terça-feira na cidade da Praia.

Segundo José Brito, presidente do IHABA, empresa que organiza o certame, este acordo responde plenamente aos objetivos do evento, cuja finalidade é, também, promover parcerias e negócios em ambiente de inovação, entre empresas africanas.

O Centro de Dados, com um custo de quatro milhões de dólares, faz parte da primeira fase do projeto da construção do Centro Tecnológico de Cabo Verde financiado pela China com 17 milhões de dólares americanos.

O empreendimento, que começou a ser construído em março de 2010, na localidade de Achada Grande, na cidade da Praia, é o primeiro do género instalado no arquipélago cabo-verdiano.

-0-  PANA CS/DD  06fev2014  

06 Fevereiro 2014 19:04:53


xhtml CSS