Centro Oceanográfico de Cabo Verde abre portas no próximo ano

Praia, Cabo Verde (PANA) – O Centro Oceanográfico, em construção na cidade do Mindelo, na ilha cabo-verdiano de São Vicente, abre as portas no primeiro semestre de 2017, com a missão de facilitar campanhas internacionais nas águas nacionais, apurou a PANA de fonte segura.

O anúncio da entrada em funcionamento da infraestrutura foi feita por ocasião de um encontro, na cidade da Praia, para uma troca de ideias sobre questões relacionadas com o ambiente marinho e de relevância socioeconómica, promovido pelo Instituto Nacional de Desenvolvimento das Pescas (INDP), visando a apresentação desta obra.

Conforme recordou o diretor de Investigação e Pesqueira do INDP, Albertino Martins, o centro é fruto de uma cooperação de 12 anos entre o INDP e o Centro Helmholtz de Investigação Marinha de Kiel, na Alemanha, que vão fazer uma gestão partilhada do mesmo.

Trata-se de um investimento de mais de dois milhões de euros, disponibilizados pelos governos de Cabo Verde e da Alemanha, revelou Martins, explicando que as águas de Cabo Verde são “uma região de grande interesse científico, porque é caraterizada por uma aglomeração de diferentes fenómenos pouco estudados e que influenciam ecossistemas regionais e o clima global”.

Neste sentido, o especialista adiantou que o centro, uma vez operacional no primeiro semestre de 2017, vai ajudar a explicar alguns fenómenos, por exemplo em relação a algumas espécies de peixe em abundância que vivem em colunas de água mas que estão a diminuir.

Além dos estudos a nível global, a infraestrutura vai servir de suporte para a realização de campanhas e estudos de interesse e relevância nacional e regional, já que é o centro vai ter condições para prestar serviços na área da oceanografia multi-funcional, uma vez que estará apetrechado com oficinas, laboratórios, auditórios, parque de contentor, entre outros, acrescentou.

“O Centro Oceanográfico do Mindelo, que vai dar visão a todos os investigadores, cabo-verdianos e não só, vai ter, ainda, capacidade para receber estudantes universitários para estágios e pesquisas”, indicou.

O INDP esta a proceder à apresentação do centro em diversas ilhas do arquipélago cabo-verdiano tendo em vista a realização de um inquérito sobre preocupações próprias e locais dos participantes e quaisquer outros assuntos relacionados com o ambiente marinho, a economia marítima, o mar e os oceanos.

O inquérito tem por objetivo ajudar na identificação de questões e preocupações atuais dos Cabo-verdianos em relação aos temas em enfoque, tendo em conta também o respeito pela economia azul, segundo recomendações das Nações Unidas para Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento.

-0- PANA CS/DD 24nov2016

24 Novembro 2016 12:37:22


xhtml CSS