Centenas de Mauritanos repatriados da Côte d'Ivoire

Nouakchott, Mauritânia (PANA) - Centenas de Mauritanos foram repatriados da Côte d'Ivoire, nestas últimas 48 horas por causa da nova onda de violência naquele país da África Ocidental sacudido pela crise pós-eleitoral, soube a PANA de fontes oficiais.

Os Mauritanos pagaram caro nesta crise porque dois dos membros da sua comunidade foram mortos nas violências em Abidjan, de acordo com as fontes.

O repatriamento foi feito por várias contingentes, cujo último consistiu em 70 pessoas que chegaram sexta-feira última à noite à região de Aioun, na localidade de Kobény, fronteiriça do Mali, a 900 quilómetros a leste de Nouakchott, a capital mauritana.

Os membros da comunidade mauritana foram albergados na Embaixada do seu país em Abidjam, antes da operação de repatriamento realizada com autocarros alugados pela sua representação diplomática.

Os repatriados passaram pelo Mali para serem assistidos pela Embaixada de Bamako que se encarregou de os comboiar para três regiões do leste, donde a maioria é originária.

A Côte d'Ivoire é um destino favorito dos  cidadãos destas regiões dedicados a um pequeno comércio a retalho desde há vários anos.

-0- PANA SAS/JSG/CCF/DD 12março2011

12 Março 2011 14:24:19




xhtml CSS