Cenário comovente no enterro de Mandela

Qunu, África do Sul (PANA) - Os restos mortais de Nelson Mandela foram a enterrar este domingo em Qunu, a sua aldeia natal, depois de uma cerimónia de orações comovente, antes de o cortejo fúnebre se dirigir para a tenda gigante escoltada por um contingente do Exército sul-africano até ao cemitério onde estão enterrados os filhos de Mandela.

Apenas 450 convidados, selecionados dos cinco mil presentes, conseguiram acompanhar o corpo ao cemitério, devido à intimidade reclamada pela família do defunto, mas igualmente devido à exiguidade do local que não podia acolher tantas pessoas.

Em réplica ao cerimonial dos grandes dias, que lembra a sua investidura enquanto primeiro Presidente sul-africano democraticamente eleito em 1994, três helicópteros militares sobre os quais flutuavam a bandeira nacional sobrevoaram a procissão.

Um esquadrão de aviões de caça, em demonstração de figuras particulares, sobrevoou depois o cemitério em sinal de homenagem ao desaparecido como de costume para o corpo dos pilotos de caça, na hora de render homenagem a um camarada desaparecido.

Após as 21 salvas de canhão, ouviu-se o entoar do hino nacional no momento em que a urna do grande filho de África descia à terra.

-0- PANA CU/MA/ASA/SSB/MAR/IZ 15dez2013

15 december 2013 21:46:43




xhtml CSS