Capital cabo-verdiana regista primeiros casos de paludismo autóctones

Praia, Cabo Verde (PANA) – Três primeiros casos de paludismo autóctone foram diagnosticados nos últimos dias deste ano na cidade da Praia, apurou a PANA de fonte sanitária.

Estes casos foram notados no bairro de Fonton, considerado como um dos pontos mais críticos da eclosão da doença na capital cabo-verdiana, de acordo com o delegado de Saúde da Praia, Domingos Teixeira.

Indicou que estes são os primeiros casos autótones de paludismo registados este ano em Cabo Verde e que, até a setembro último, Cabo Verde tinha registado apenas sete casos importados, sendo um na sua ilha de São Vicente, um na ilha do Sal e cinco na ilha de Santiago.

Em 2014, tinham sido diagnosticados 46 casos, dos quais 24 autóctones e 22 importados e dois dos autóctones ocorridos na cidade da Praia resultaram em óbitos, informou o responsável.

Em Cabo Verde, o paludismo (malária) não constitui um grande problema de saúde pública, já que se registam poucos casos da doença, sobretudo autóctones, sendo maioritários os casos identificados como importados.

Apesar do cenário satisfatório em relação ao índice de casos do paludismo, as autoridades cabo-verdianas estão atentas e desenvolvem ações, sobretudo sensibilizando as pessoas para contribuírem para a prevenção da doença provocada pela picada de mosquitos.

-0- PANA CS/DD 28out2015


28 Outubro 2015 08:25:04


xhtml CSS