Capital cabo-verdiana colocada rede das Cidades Criativas das UNESCO

Praia, Cabo Verde (PANA) – A cidade da Praia, capital de Cabo Verde, figura na lista das 64 novas localidades a integrar a rede das Cidades Criativas da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), na categoria de Música, apurou a PANA quarta-feira.

A Rede das Cidades Criativas procura desenvolver a cooperação internacional entre as cidades que identificaram a criatividade como um factor estratégico para o desenvolvimento sustentável, no âmbito de parcerias, incluindo os setores público e privado, organizações profissionais, comunidades, sociedade civil e instituições culturais em todas as regiões do mundo.

A Rede foi criada em 2004 com a finalidade de promover a cooperação internacional entre as cidades que reconhecem a criatividade como uma direção estratégica e um impulsionador para a regeneração e o desenvolvimento urbano sustentável, assim como promover o desenvolvimento social, económico e cultural.

Na lista das novas localidades a integrar a rede mundial, divulgada terça-feira, pela UNESCO estão também Amarante (Música), Barcelos (Artesanato e Arte Popular) e Braga (Artes Mediáticas) de Portugal, e Macau (Gastronomia), bem como as cidades brasileiras de Brasília (Design), João Pessoa (Artesanato e Arte Popular) e Paraty (Gastronomia).

Em declarações à agência cabo-verdiana de notícias (Inforpress), momentos depois da publicação da lista pela UNESCO, o presidente da Câmara Municipal da Praia (CMP), Óscar Santos, sublinhou que a classificação da capital cabo-verdiana como Cidade Criativa pela UNESCO, na categoria de Música, é uma vitória não só do principal centro urbano do arquipélago como também de todo o Cabo Verde.

“É muito importante para a Cidade da Praia a sua aceitação”, frisou Óscar Santos, para quem este resultado representa “todo o tipo de esforço” que a autarquia tem feito nos últimos oito anos, com uma aposta “muito forte” na agenda cultural.

O edil garantiu que agora a cidade vai preparar um plano detalhado, para “tirar o máximo proveito” dessa inclusão na Rede das Cidades Criativas da UNESCO.

-0- PANA CS/IZ 01nov2017


01 Novembro 2017 17:33:08


xhtml CSS