Capital cabo-verdiana acolhe novo encontro de escritores lusófonos

Praia, Cabo Verde (PANA) – A cidade da Praia acolhe desde quinta-feira, e pelo terceiro ano consecutivo, um encontro de escritores de língua portuguesa onde um dos convidados é o Presidente de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, também ele escritor e poeta, apurou a PANA de fonte organização.

Neste VIII encontro de escritores que homenageia o ensaísta, crítico e dramaturgo cabo-verdiano Jaime de Figueiredo (1905-1974), antigo conservador da Biblioteca Municipal da Praia, e considerado um dos grandes vultos das letras cabo-verdianas, o Presidente Fonseca vai falar sobre literatura e cidadania num dos painéis no sábado.

Conforme diz, na sua página oficial, a União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa (UCCLA), responsável pela organização do evento, em colaboração com a Câmara Municipal da Praia, esta edição tem como tema principal “A Cidade e a Literatura: conexões entre Cidadania, Criatividade e Juventude” e três subtemas (“A Literatura e Cidadania”, “A Literatura e Criatividade” e “A Literatura e a Juventude”).

A instituição revela ainda que este VIII Encontro literário vai recentrar em torno da Língua Portuguesa, devendo contribuir para o diálogo e o enriquecimento entre os escritores dos diferentes países e continentes convidados que vão discutir sobre a literatura, com as suas ligações à juventude, à criatividade e à cidadania.

Do programa do encontro consta a realização de uma feira e exposição de livros e visitas ao Tarrafal de Santiago e à Cidade Velha, sendo que esta última localidade está classificada pela UNESCO como Património Mundial da Humanidade.

Na edição deste ano todos os países lusófonos estão representados no encontro, uns com mais do que um escritor, como é o caso de Cabo Verde e Portugal, num total de duas dezenas.

Cabo Verde estará representado pelos escritores Fátima Fernandes, Hermínia Curado, Joaquim Arena, Jorge Carlos Fonseca, Jorge Tolentino, Judite Nascimento, Leão Lopes, Manuel Brito Semedo, Natacha Magalhães e Nuno Rebocho.

De Angola vem o escritor David Capelenguela, enquanto  Filipa Melo, Inês Barata Raposo e José Carlos Vasconcelos representam Portugal.

Concha Rousia (a representar a Galiza, Espanha), Tony Tcheka (Guiné-Bissau), Zhang Weimin (Macau), Conceição Queiroz (Moçambique), Olinda Beja (São Tome e Príncipe) e Luís Costa (Timor-Leste) são outras personalidades a fazer parte deste evento literário.

As anteriores edições decorreram na cidade de Natal (Brasil), em Luanda (Angola) e na cidade da Praia (Cabo Verde).

Ao longo dessas edições, já participaram mais de 100 escritores, entre os quais escritores consagrados pelos principais prémios literários das literaturas escritas em Língua Portuguesa,  incluindo cinco prémios Camões (Arménio Vieira, Eduardo Lourenço, João Ubaldo Ribeiro, Pepetela e Mia Couto), mas também escritoras de diferentes gerações e tradições literárias.

O secretário-geral da UCCLA, Vítor Ramalho, sublinha o facto de o encontro acontecer "num momento muito significativo" para a cidade da Praia, que no dia 29 comemora 160 anos, e também numa semana que acolhe vários eventos de natureza musical e cultural, como o Atlantic Music Expo (AME) e o Kriol Jazz Festival (KJF).

Por proposta lançada pelo presidente da Câmara Municipal da Praia, Óscar Santos, no último encontro, realizado em outubro passado, a capital cabo-verdiana é agora a sede do evento que o vai passar a organizar todos os anos, em parceria com a UCCLA.

-0- PANA CS/IZ 20abril2018


20 april 2018 16:04:29


xhtml CSS