Candidatos às eleições presidenciais chamados à moderação no Mali

Bamako, Mali (PANA) – As famílias fundadoras da cidade de Bamako e as autoridades tradicionais convidaram, este fim de semana, os 24 candidatos às eleições presidenciais de 29 de julho próximo, no Mali, a evitar criar mais fatores de instabilidade num país que já regista uma situação de insegurança "bastante preocupante", constatou a PANA no local.

"Não precisamos de outros conflitos depois do que já vivemos", disse o patriarca  dos Niaré, porta-voz das famílias fundadoras e das autoridades tradicionais, Dramane Niaré, durante uma reunião com a classe política maliana.

Ele exprimiu-lhes  o desejo das famílias fundadoras de Bamako de ver os candidatos e os seus estados-maiores engajados na via da perservação da paz social, do respeito mútuo e num espírito de fair-play partilhado durante a campanha eleitoral que se iniciou sábado.

"Controlem a vossa tropa e a vossa linguagem", de forma a que não haja faltas de respeito (…) tal como o recomendam os nossos usos e costumes", aconselhou Dramane Niaré, que lembrou que "em África, o direito da idade deve sempre prevalecer nas relações".

As famílias fundadoras de Bamako, que são os Niaré, os Touré e os Dravé, continuam a ser influentes no Mali e envolvem-se como medianeiras em todos os conflitos e outros problemas sociais tanto em Bamako, a capital, como nas outras localidades do país.

-0- PANA GT/JSG/SOC/FK/IZ 8julho2018

08 Julho 2018 13:01:06


xhtml CSS