Camarões atinge mais de 100% na vacinação contra poliomielite

Yaounde- Camarões (PANA) -- Os Camarões atingiram mais de 102 por cento de cobertura vacinal durante a segunda fase da campanha sincronizada contra a poliomielite selvagem organizada em Abril último, anunciou segunda-feira fonte oficial.
De acordo com o ministro camaronês da Saúde Pública, Urbain Olanguena Awono, a cobertura vacinal de 102,65 por cento superou os resultados da fase anterior que decorreu entre Janeiro e Fevereiro últimos quando a taxa foi de 100,42 por cento.
A província setentrional dos Camarões atingiu a maior taxa de vacinação com 144 por cento, ao passo que a menor de 98 por cento foi registada na província ocidental.
Entretanto, as equipas de vacinação detectaram cerca de 3 por cento de crianças que nunca receberam uma única dose da vacina contra o vírus da poliomielite selvagem.
O secretário permanente do Programa Alargado de Vacinação (PAV), Emmanuel Nomo, explicou que estas crianças tem na sua maioria menos de um ano de idade entre as que não exisitiam ainda na altura da a primeira fase de vacinação e aquelas cujos pais alegaram não estarem informados sobre a campanha sanitária.
Urbain Olanguena Awono disse a jornalistas que foi detectado um único caso do vírus da poliomielite selvagem transmitido a partir da Nigéria, em Kolofata, na província do Extremo Norte.
As autoridades locais explicaram que a criança suspeita de ter sido infectada vinha da Nigéria com os seus pais para tratamento num hospital local de Kolofata, e que os médicos aguardam actualmente os resultados de amostras enviadas para análises laboratoriais.
O ministro da Saúde declarou que foram tomadas disposições para a terceira fase de vacinação a decorrer de 13 a 15 de Maio em simultâneo com 23 outros países africanos.
O objectivo da terceira fase será consolidar as conquistas das duas primeiras para preparar caminho para a erradicação, até final de 2005, do vírus da poliomielite selvagem nos Camarões.

10 Maio 2005 21:35:00




xhtml CSS